Notícias

Aluna do Genoma conquista nota MIL em Redação no Enem 2017

Nesta quinta-feira (18), o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou as notas dos candidatos do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) do ano de 2017.

A gênio, Maria Beatriz Neves, da turma Gold em Ipatinga conquistou a Nota MIL em Redação. Ela é a quarta aluna do Genoma, em três anos, que consegue esse grande feito. O curso que Maria Beatriz almeja é medicina e durante todo o ano passado, Bia, como é conhecida, se submeteu a uma rotina puxada de estudos para alcançar o sonho de ser Médica.

A redação do Enem 2017 teve como tema:  “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”, na qual os candidatos deveriam produzir textos dissertativo-argumentativo dentro dos critérios pedidos pelo exame. Pela 6° vez, o Genoma também cravou o tema junto aos seus gênios.

Além de Maria Beatriz, outros gênios se destacaram com suas notas em redação, entre eles, a aluna do Gold Valadares, Andressa Barros, que tirou a nota 980.

Apesar do aumento na média na redação, apenas 53 alunos tiraram nota mil. O número representa uma queda no total, já que no ano anterior foram 77 notas máximas obtidas na prova. Na média geral das áreas do conhecimento, houve queda em ciências humanas e linguagens, e aumento em matemática, ciências da natureza e redação em relação a 2016.

Com a nota do Enem 2017, os estudantes podem concorrer a uma vaga em uma universidade pública que tenha aderido ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018. As vagas já podem ser consultadas. Serão 130 instituições no Brasil – 30 estaduais e 100 federais -, que ofertarão 239.601 vagas na graduação.

Para participar, é necessário ter tirado nota acima de zero na redação do Enem 2017. Como nos anos anteriores, cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar. Também é necessário definir qual a modalidade no qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Mesmo que o candidato faça sua inscrição no primeiro dia, ele poderá alterar suas opções até as o prazo final. O sistema mostra, a cada dia, uma nota de corte parcial, baseada nas notas das pessoas que já se inscreveram até o momento naquele curso.

Fonte: G1.com/educacao

19 Janeiro

Deixe um comentário