Cyberbullying: a violência virtual

 

Os ataques do bullying virtual ou Cyberbullying geralmente acontecem em sites como Orkut, FaceBook, Twiter, Youtube, Blogs, Messenger, Formspring e outros.  Uma das diferenças do Cyberbullying é a suposta vantagem que o agressor possui pelo anonimato que a Internet pode oferecer, o que traz maiores preocupações, pois os insultos virtuais podem se espalhar rapidamente, contaminando todas as pessoas que conhecem as vítimas, uma vez que as ofensas circulam com uma velocidade muito maior do que teriam fora do mundo virtual.

É POSSÍVEL DETECTAR O AGRESSOR DO BULLYING VIRTUAL

Todos os computadores conectados à rede mundial possuem um IP que pode ser rastreado, sendo possível identificar os agressores.

ALGUMAS DICAS PARA EVITAR O BULLYING VIRTUAL:

  • Não envie nem repasse mensagens que agridam outras pessoas. Ao repassá-las, você também está agredindo;
  • Não responda e grave todas as mensagens ou fotos que ofendam a sua imagem;
  • Bloqueie o contato dos agressores no celular, chat, email e redes de relacionamento;
  • Não guarde segredo, denuncie.
  • Se algum conhecido esta sendo vitima, encoraje-o a denunciar e ajude-o.

CUIDADO COM A PRIVACIDADE

A divulgação de telefones, emails e endereço deve ser evitada, assim como a exposição de fotografias e vídeos pessoais. Quem se expõe demais na Internet corre mais risco de ser alvo de ofensas e piadas maldosas.

CONSEQUÊNCIAS DO BULLYING PARA A VÍTIMA:

As conseqüências para quem sofre bullying são imprevisíveis, podendo ser as mais diversas possíveis, desde isolamento, até agressões, homicídios e tentativa de suicídio.

Textos Relacionados: