fbpx
Preloader logo

Copa do Mundo começou, e agora? Como conciliar estudos com o torneio mais famoso do mundo?

Até o mês de maio, o entusiasmo sobre a Copa do Mundo passava longe dos brasileiros. Mas, agora que o torneio começou e o desempenho da seleção está impecável, atire a primeira pedra quem não está tentado a deixar os estudos de lado para ver os jogos do torneio mais famoso do planeta.

Mas não se preocupe! Há alternativas que podem te ajudar a conciliar o hobby com a responsabilidade de estudar de modo que a consciência não pese devido a escapadinha dos livros para a tv.

Planejamento é fundamental!

Se você se contagiou com o clima de Copa do Mundo gerado na sua casa, escola ou vizinhança, tenha em mente que para aproveitar o torneio sem perder ritmo de estudo, será preciso planejamento.

Imagine-se como a seleção brasileira: Cumpra sua rotina de exercícios e leituras, fique concentrado no seu local de estudos e só saia para assistir aos jogos. Você vai gastar, em média, duas horas acompanhando uma partida, mas aí é só compensar estudando o restante do dia!

Além disso, esse será um excelente momento para você relaxar, mas sem exageros. Nada de bebidas alcóolicas ou qualquer coisa que afete sua energia para os estudos. Por isso, dê preferência em assistir os jogos em casa.

Agora, se você é daqueles apaixonados pelo futebol, independente de ser a seleção do país ou não que está em campo, terá que tomar uma atitude radical: se em um dia forem transmitidos dois jogos, escolha um deles para acompanhar – e deixe para checar o resultado do outro depois.

A Copa pode ser questão de prova

Fique atento! Como a Copa do mundo envolve diversos países, o torneio pode ser utilizado em questões de vestibulares. Estudar a história política atual dos países que disputaram pode ser uma boa pedida. Isso porque é possível usar algumas partidas como gancho para estudar conflitos históricos. Por exemplo, a vitória de um país latino (exceto Brasil) sobre a Espanha, remete à colonização espanhola na América Latina. Um país europeu enfrentando um africano também pode lembrar o neocolonialismo e o imperialismo do século XX. Jogos entre nações europeias podem relembrar guerras e rivalidades entre elas.

Confira também:

Aberta temporada de aulões no Genoma 

 

 

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-color: #ffc34a;background-size: cover;background-position: top center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 200px;}