Preloader logo

A importância das atividades extracurriculares na educação

O papel da escola é, além de formar pessoas aptas a adentrar no mercado de trabalho, formar cidadãos conscientes e socialmente ativos. Além das disciplinas curriculares ofertadas pela a escola, a existência de atividades extracurriculares dá ênfase no desenvolvimento socioemocional e no sentimento de coletividade dos alunos. Essas atividades geralmente despertam o interesse dos alunos, pois diferem bastante da rotina que eles seguem todos os dias.

As possibilidades de atividades extracurriculares são diversas e, devem ser pensadas pelos professores como atividades pedagógicas acompanhadas, tendo uma metodologia de ensino agindo implicitamente. Os exemplos mais comuns dessas práticas são visitas educativas, excursões, gincanas, feiras de ciências e competições esportivas.

Visitas

As visitas educativas devem ser planejadas com antecedência, pois podem abranger um leque de conteúdos de maneira interdisciplinar, mostrando aos alunos que as disciplinas não são grupos isolados de conteúdos e sim uma nuvem de conhecimento. A visita a um museu, por exemplo, pode ser planejada para aprender conteúdos relacionados à História da humanidade, Ciências naturais, Biologia e Geografia. Já uma visita a um planetário pode ser uma importante aliada para que os alunos consigam ter contato com as leis da física e astronomia, promovendo a curiosidade científica e tornando a aprendizagem mais dinâmica e divertida para os estudantes.

Excursões também são uma ótima ideia de atividade extracurricular. Levar os alunos para conhecer alguma reserva ambiental na sua região pode ser proveitoso para quebrar a rotina diária deles, além de promover um dia educativo e prazeroso. Ao ter contato direto com a natureza, as crianças se sentirão mais descontraídas e se interessarão ao ver na prática, os efeitos de agentes causadores do relevo como a chuva, os rios; poderão aprender sobre os tipos de vegetação e animais presentes naquela região, sobre ecologia e a consciência em preservar o Meio Ambiente.

Gincanas, feiras e competições

As gincanas ou feiras de ciências são práticas extracurriculares bem comuns no Brasil. Apesar do baixo custo em relação a outras opções, elas podem se mostrar aliadas valiosas no processo educativo. Além de promover o desenvolvimento de diferentes habilidades tal como a autonomia de pesquisa e resolução de conflitos dos alunos, essas atividades extracurriculares promovem conhecimento mútuo de forma lúdica e divertida.

Já as competições esportivas, promovem não só saúde, mas também o trabalho em equipe, pensamento coletivo e a  superação de dificuldades. Assim, os alunos já além de aceitar que perder também faz parte da vida. Algumas crianças desenvolvem paixão por alguma atividade física desde pequenos e esse é o momento certo de combinar uma paixão com o conhecimento escolar. Essas competições possibilitam o trabalho dos conteúdos de educação física e ciências.

Portanto, as variadas práticas de atividades extracurriculares devem ser aliadas da escola e devem ser pensadas para que desenvolvam conteúdos e estimulem valores éticos, formando cidadãos socialmente ativos.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-color: #73508f;background-size: cover;background-position: top center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 200px;}